quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Vândalos depredram estátua de bronze no Ponto Cem Réis





Quem passou pela nova Praça do Ponto do Cem Réis na manhã desta quarta-feira (6), deparou-se com o resultado de um ato de vandalismo. Depois de pouco mais de 48 horas da inauguração da praça, a estátua de bronze que homenageia o compositor Livardo Alves teve os óculos roubados durante a madrugada.

O compositor Livardo Alves, famoso pela composição da marchinha carnavalesca que tinha como refrão: “Eu mato quem roubou minha cueca pra fazer pano de prato”, desta vez teve os óculos roubados. A estátua em bronze, em tamanho natural, sentado num banco de praça, foi uma homenagem merecida ao grande compositor.

Pessoa que viram de perto o resultado da ação dos vândalos se dizem preocupadas, pois, no banco, também de bronze, está o chapéu do homenageado, que pode ser alvo dos mal-feitores.

Eu mato / Eu mato
Quem roubou esses meus óculos
Sem eles não enxergo nada
Dei um cochilo
Lá na calçada
Veio um larápio e fez essa presepada.

Eu mato / eu mato
Quem roubou esses meus óculos
Sem eles não enxergo nada

Eu mato / eu mato
Quem roubou esses meus óculos
Sem eles não enxergo nada

Um comentário:

Ania disse...

Parabéns! Muito boa a notícia e bastante criativa. Gostei!